DICAS

Como evitar a rinite alérgica?

A rinite alérgica atrapalha a vida de 40 milhões de pessoas no Brasil, mas com pequenos cuidados é possível evitá-la. Conheça-os aqui!

 
Estima-se que 40 milhões de brasileiros tenham rinite alérgica, a conhecida inflamação da mucosa do nariz que desencadeia uma série de incômodos.
Na lista de mal-estares causados pela doença respiratória estão sintomas como: espirros ininterruptos, nariz entupido, coriza, coceira e até dificuldade para ter um sono tranquilo.
Quer saber como amenizar todos esses desconfortos e não sofrer mais com o problema? Veja 07 recomendações que ajudarão você a evitar a rinite alérgica.
 

  1. 1. Apostar no climatizador de ar

Os aparelhos climatizadores de ar são grandes aliados para evitar a rinite alérgica. Eles contam com filtros que retiram pólen e ácaros do ar, os dois principais causadores do problema respiratório. Também oferecem função umidificadora, contribuindo para aumentar a umidade do ar do ambiente, especialmente em tempo seco.
 

  1. 2. Adotar forros impermeáveis

Outros acessórios que ajudam a evitar a rinite alérgica são os forros impermeáveis, tecidos que impossibilitam o contato direto do nariz com os ácaros que se proliferam nos colchões e nos travesseiros. O forro não produz barulho, nem sensações de calor ou de frio; por isso, não atrapalha o sono de quem o utiliza.
 

  1. 3. Não usar produtos com fragrâncias fortes

Não utilizar produtos com aromas fortes é outra recomendação para evitar a rinite alérgica. Perfumes, cosméticos e itens de higiene pessoal – como shampoos e sabonetes com fragrâncias “marcantes” – podem estimular as crises respiratórias. Lembre-se de que a fumaça de cigarros, veículos e indústrias também é “inimiga” dos alérgicos.
 

  1. 4. Manter a casa ventilada e limpa

Grande vilão no desencadeamento das crises de rinite, o ácaro é um micro-organismo presente em qualquer poeira. Por isso, impedir ao máximo o contato com essa sujidade é uma excelente maneira de se evitar a rinite.
É importante manter a limpeza da casa sempre em dia e, durante a faxina dos cômodos, deixar o ar circular. Passar pano úmido nos móveis e no chão também ajuda a eliminar o pó, este grande agente alérgico. O uso da vassoura também não é indicado: prefira os aspiradores de pó, pois, ao contrário das vassouras, esses aparelhos eliminam a poeira sem espalhá-la pelo ar.
 

  1. 5. Trocar os colchões e os travesseiros no tempo estipulado pelo fabricante

Uma grande quantidade de ácaros também está presente nos estofados em geral, principalmente em travesseiros e colchões. Isso acontece porque esses pequenos aracnídeos se alimentam da pele dos seres humanos, que naturalmente se descama durante o sono.  Em média, as pessoas passam cerca de 1/3 do dia dormindo. Portanto, a quantidade de “alimento” que se acumula na cama e fica disponível para esses micro-organismos é imensa. Assim, para aqueles que querem evitar a rinite alérgica é imprescindível seguir as recomendações de uso estabelecidas pelos fabricantes de colchões e travesseiros, sobretudo as orientações em relação à vida útil dos produtos.
 

  1. 6. Usar forros em camas e sofás

O uso de forros para cobrir camas e sofás é recomendado tanto para quem tem animais de estimação (o que não é muito indicado para quem sofre de rinite), como para aqueles que não possuem nenhum bichinho em casa. Essas peças podem ser facilmente retiradas e lavadas, contribuindo para uma remoção mais profunda da poeira.
 

  1. 7. Usar água quente na lavagem de tecidos

Utilizar água quente na lavagem de roupas, cortinas e edredons também ajuda a evitar rinite. Esse procedimento é muito eficiente na eliminação dos fungos e dos ácaros presentes nos tecidos. Também é importante que toda aquela roupa de frio, que fica meses guardada, seja retirada do armário e lavada antes do uso, pois o armazenamento faz com que os ácaros e a poeira se acumulem entre os fios.
 
VEJA TAMBÉM NO BLOG DA QUARTOS ETC.:
QUAIS OS CUIDADOS COM A CASA DO ALÉRGICO?
5 DICAS PARA UMA REFORMA SEM STRESS
FAZ MAL DORMIR COM CACHORRO?
Imagem: Freepik

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.